Sexta, 15 Agosto 2014 19:28

Moradores da rua José Augusto denunciam descaso da Administração Municipal

No local não há esgotamento pluvial compatível à necessidade da população e ainda falta o serviço de capina regular e limpeza de rua

Via alagada, odor insuportável e barro acumulado em frente de casa, esse é o quadro que os moradores da rua José Augusto, Centro de Tramandaí, enfrentam toda vez que chove. A equipe da Secretaria de Obras já foi procurada pela comunidade, porém, até agora não resolveram o problema.
“Pagamos nossos impostos em dia e não vemos retorno, essa era uma função da Prefeitura, mas se eu não pago alguém para fazer a capina fica tudo atirado”
O casal Valdir e Alice Machado moraram 14 anos na Zona Sul de Tramandaí, acreditando que no Centro encontrariam melhor estrutura, decidiram se mudar para a rua José Augusto, e até agora só tiveram ‘dor de cabeça’. Toda vez que chove a rua fica toda alagada, e com um cheiro insuportável de esgoto, fato que faz com que os moradores suspeitem que haja ligações clandestinas no local. Nos dias de sol o problema persiste, a calçada fica completamente embarrada e a falta de capina agrava ainda mais o problema. Tentando amenizar a situação, Machado, pagou um carroceiro para fazer a capina e retirar o barro da frente de sua casa. “Pagamos nossos impostos em dia e não vemos retorno, essa era uma função da Prefeitura, mas se eu não pago alguém para fazer a capina fica tudo atirado”, lamentou Machado.
“Há um ano moramos aqui e só temos água, barro e fedor na frente de casa”.
Após o serviço de capina pago pelo morador a situação da rua melhorou e a água escoou mais rápido, uma ação simples, que se executada de forma regular pelos órgãos públicos melhora a vida de muita gente. “Há um ano moramos aqui e só temos água, barro e fedor na frente de casa. Não contamos com capina regular, nem com serviço básico de esgoto pluvial”.
De acordo com o secretário de Obras Antônio Rodrigues o serviço de capina é realizado pelo menos de dois em dois meses no local, sendo que essa semana está sendo executado o corte de grama na rua José Augusto e nas proximidades. O secretário informa ainda que será asfaltado o trecho entre as ruas Luis da Silva e a Tristão Monteiro até o final do ano, pois esta será uma rota alternativa do Fórum até o Hospital de Tramandaí. Rodrigues garante também que a colocação do asfalto resolverá os problemas de alagamentos não sendo necessária fazer uma rede de esgoto pluvial no local. Mas, segundo Maria Fontanella, que mora na rua Marques da Rosa, há poucos metros da casa de Valmir, a informação do secretário de Obras não está correta, pois em dois anos a capina foi feita apenas uma vez rua onde reside. “Dizer que faz é fácil, mas quem mora por aqui sabe que isto não é verdade. A falta de capina é apenas uma das coisas que não são feitas pela prefeitura, outra é a limpeza das bocas de lobo que estão sempre entupidas. E olha que moramos numa área central da cidade. Imagina quem mora nos bairros mais afastados...”, salientou.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br