Sexta, 15 Agosto 2014 19:32

Valo dificulta a vida de moradores na Av. Marcílio Dias

A estrutura foi cavada pela Administração Municipal para drenar a água das chuvas, porém o valo impede trânsito de veículos e a passagem de pedestres 

Há pelo menos quatro anos, os moradores da Av. Marcílio Dias, em Tramandaí ficam ‘ilhados’ em casa toda vez que chove. A situação que já era preocupante piorou ainda mais na semana passada, quando a Administração Municipal, através da Secretaria de Obras, cavou um buraco e fez um valo em frente às casas da comunidade impedindo o trânsito dos veículos e dificultando a passagem de pedestres.
“Queremos que a rua receba tratamento de acordo com o IPVA que é pago”
Até semana passada chuva era sinônimo de preocupação para os moradores da Av. Marcílio Dias, hoje, os relâmpagos lembram a prisão, pois os moradores não conseguem tirar os carros da garagem em função de um buraco cavado pela prefeitura em frente às casas das pessoas. Os pedestres para conseguirem circular tiveram que improvisar uma ponte feita com um pedaço de madeira que corta o valo. Uma moradora que preferiu não se identificar afirma que caiu de moto ao se aventurar a passar pelo local. Ela explica que a comunidade foi consultada em relação à construção do valo, no entanto, a promessa era que fossem postos canos para facilitar o escoamento da água, e não somente cavar um buraco que dificulta a passagem de pedestres e impede o trânsito de veículos. “Cadê o resto do serviço?”, questiona a moradora, que ainda completa. “Queremos que a rua receba tratamento de acordo com o IPVA que é pago”.
“Eu me sinto presa dentro da minha própria casa, acho que isso é uma falta de respeito com os contribuintes”
A moradora Maria Adélia da Rosa, que mora há quatro anos na Av. Marcílio Dias, também está inconformada com essa situação, ela afirma que várias famílias estão sendo prejudicadas. “É difícil levar as crianças para a escola. Tenho um vizinho que precisou dormir fora na semana passada, pois não conseguiu chegar em casa de carro. Nem o carteiro passa mais aqui”.
A moradora diz ainda que no ano passado foi duas vezes até a Prefeitura, relatou o problema dos alagamentos e recebeu como resposta que iriam resolver a situação, porém, nenhum prazo foi dado. “Hoje, eu me sinto preza dentro da minha própria casa, acho que isso é uma falta de respeito com os contribuintes. Vejo o bairro São Francisco II abandonado e ninguém faz nada”.
“Não será necessário fazer a canalização no local”
De acordo com o secretário de Obras Antônio Rodrigues o valo foi aberto para que pudesse ser feito a drenagem da água, com a autorização dos moradores. A ideia da Prefeitura é diferente do desejo da comunidade, ao menos em um primeiro momento, pois, segundo o secretário, “não será necessário fazer a canalização no local”. O problema da Av. Marcílio Dias, para Rodrigues, são alguns terrenos particulares que estão a baixo do nível da rua e acumulam água formando uma represa sempre que chove, estes moradores foram notificados e tem 15 dias para regulamentar suas áreas. “Após a água do valo escoar e os moradores aterrarem os terrenos, deixando-os no nível da rua vamos fechar o valo e acreditamos que não haja mais alagamentos, se for necessário, ai sim, vamos canalizar”. O secretário afirma ainda que será feito o ensaibramento no local. Quanto à dificuldade de motoristas e pedestres para chegarem a suas casas, Rodrigues informa que foram feitos dois acessos de forma provisória na Av. Marcílio Dias até que o valo seja fechado.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br