Sexta, 26 Setembro 2014 13:09

Comunidade limpa a Praia de Mariluz

 

Cerca de 1.500 toneladas de lixo foram retiradas da beira da praia

 

O sábado (20), Dia Mundial da Limpeza de Praias, foi de muito trabalho em Mariluz, pois a comunidade se organizou via redes sociais para limpar a beira mar do balneário. A atividade contou com o apoio da administração municipal.

O sábado começou cedo para os moradores de Mariluz, 9h, cerca de 30 pessoas já estavam reunidas na beira da praia para iniciar a limpeza. O trabalho foi organizado pelo morador Cleverton da Silva (conhecido como Samarzinho), e contou com presenças importantes, como o casal Carolina Albucquerque Scorsin e Jairo Lumertz, o último começou a surfar em Mariluz e ganhou o mundo. Eles desenvolvem o trabalho das pranchas ecológicas e vieram de Santa Catarina para apoiar o evento, como explica Carolina. “Deixemos de participar das atividades na cidade onde moramos para estar aqui, apoiar, pois sabemos da importância que tem este trabalho para Mariluz, não só na limpeza em sim, mas também na conscientização das pessoas”, Lutz completa,  “Quando eu era criança lembro que havia muitas dunas aqui, hoje, elas estão diminuindo. Vemos ainda bastante desrespeito. Colocam lixo, caliças nas dunas, é triste, mas temos que lutar pela conservação”.

O organizador do evento, Samarzinho, conta que desde a infância se preocupa com a conservação da natureza. “Desde criança eu tento cuidar da praia, preservar as dunas, que já diminuíram muito com o crescimento da cidade. Acho muito importante poder mostrar para as pessoas que o lixo que elas jogam na areia vai ficar ali, é uma herança ruim deixada para filhos e netos”.

Ana Cláudia Garcez, estudante de gestão ambiental, foi uma das cerca de trinta pessoas que acordaram cedo para ajudar a preservar o meio ambiente, ela conta que acredita na força de eventos como este para colaborar não só com a limpeza da praia, mas com a construção de um mundo melhor para todos. “Acho esse evento essencial, pois ajuda a conscientizar a sociedade. Vejo na praia, sempre, muitas pessoas deixando o lixo no chão, porém, também observo outros recolhendo o lixo que foi deixado para trás. É importante este trabalho para que haja cada vez mais pessoas fazendo a sua parte e alertando aqueles que ainda não o fazem”.

O assessor da administração municipal Leandro Luz também participou do evento, ele explica que a Prefeitura apoio a ‘Limpeza da Praia de Mariluz’ cedendo luvas, sacos plásticos o e o toldo para recolher o material. 

Ao todo foram recolhidos 1.5 toneladas de lixo, entre os objetos encontrados estavam: restos de colchão, redes de pesca, bermudas, garrafas pets, isopor, sacolas plásticas, roupas íntimas, restos de guarda-sol, pedaços de vidro, canudos, tampas de garrafa, cobertores, entre outros.

Unidade Móvel do SEBRAE passou por Imbé

No Centro de Imbé também foi realizada a atividade, com a organização da Associação de Surf de Mariluz (ASM), Associação de Bodyboard de Mariluz (ABBM) e Associação de Surf de Imbé e Balneários (ASIB) e apoio da administração municipal.

Lembrando que o isopor leva cerca de 8 anos para se decompor, as garrafas pets cerca de 100 anos, as tampas de garrafa 150, e o vidro mais de 500 anos, por isso, sempre é fundamental não deixar qualquer material inorgânico no meio ambiente. A natureza agradece.  

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br