Sexta, 24 Outubro 2014 12:01

Bebês devem realizar teste da linguinha

 

Um exame simples realizado nos recém-nascidos previne problemas na amamentação e na fala das crianças. O teste da linguinha, desde julho de 2013, é oferecido no município de Osório gratuitamente. O exame simples detecta a presença da anquiloglossia, uma alteração no frênulo lingual, mais conhecida como língua presa. Em média, são realizados entre 40 a 60 exames por mês no município e, destes, entre 12 a 15% dos bebês têm o diagnóstico de anquiloglossia ou língua presa.   

Quando diagnosticado precocemente pelo teste, o problema é corrigido através de um procedimento simples denominado frenotomia que é realizado, em poucos minutos, por uma odonto-pediatra. “Na rede municipal, a odonto-pediatra usa uma pomada anestésica e dá um pique no frênulo preso proporcionando uma mobilidade maior da língua. Não causa dor ao bebê que já pode sair do procedimento mamando no peito da sua mãe”, explica a fonoaudióloga Celina Rech Maggi.

O principal objetivo do Teste da Linguinha é evitar o desmame precoce dos bebês e problemas na fala e mastigação. “Muitas vezes, as mães se queixam que os seus bebês mamam pouco ou que o seu leite é fraco, quando na verdade, o bebê pode ter o problema do frênulo preso e sente dor ao mamar”, explica a fonoaudióloga. O recomendado é que o Teste da Linguinha seja feito nas primeiras semanas para evitar o desmame ou ainda entre os 30 dias a seis meses de idade.

Uma Lei Federal de junho deste ano instituiu a realização do Teste da Linguinha nos recém-nascidos, enquanto que, em Osório, uma Lei Municipal de maio de 2013 já tornava o exame uma normativa na rede. Atualmente, o Teste da Linguinha é realizado na Caps Casa Aberta II, localizado na Rua Voluntários da Pátria, 386 em Osório.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br