População pede volta dos cobradores aos ônibus de Tramandaí
Sexta, 28 Novembro 2014 17:03

População pede volta dos cobradores aos ônibus de Tramandaí

 

 

Representante da empresa São José garante que chegada do ‘Cartão Teu’ acabará com sobrecarga no trabalho do motorista

 

O novo método implantado pela empresa de Transporte Coletivo São José para cobrança de passagens vem gerando revolta na população de Tramandaí, pois há duas semanas, o motorista passou a assumir a dupla função de dirigir e cobrar a tarifa dos passageiros. Devido ao novo método de atuar, os ônibus estão demorando cerca de 1h para fazer trajetos que antes eram realizados em 15 minutos. No último sábado (22) a Associação de Moradores do Bairro Indianópolis organizou uma manifestação na Esquina Democrática, no bairro São Francisco e uma das principais reivindicações dos manifestantes foi a volta do cobrador para os ônibus.

Na quinta-feira (20), Maria Lúcia Duarte precisava fazer um exame e foi às 7h45 para parada de ônibus, em frente ao Posto de Combustíveis BR, em Oásis - para sua surpresa o coletivo chegou somente as 8h30. “Sabe que horas eu cheguei ao Centro de Tramandaí? Pois é, às 9h45”, diz a moradora, salientando que geralmente o mesmo trajeto era realizado em cerca de 15 minutos. Maria Lúcia afirma que o atraso foi motivado pela dupla função que atualmente está sendo exercida pelo motorista. “Para começar, tinha muita gente no ônibus, o motorista era obrigado a deixar as pessoas na parada, porque os outros coletivos já estavam atrasados. Foi um verdadeiro caos. Tudo porque tiraram o cobrador e o motorista não conseguia receber a passagem, entregar o troco e ainda cuidar do trânsito”.

“Agora entramos pela porta da frente, e o motorista é quem cobra a passagem porque não tem mais cobrador - impossível não haver atrasos”.

Relato semelhante é o da moradora Ana Cruz Lopes, que na quarta-feira (19), às 17h30 pegou o ônibus no Centro de Tramandaí e geralmente ela chegaria à rodoviária em 5, no máximo 7 minutos se houvesse algum congestionamento típico do horário de pico, porém, não foi o que aconteceu. A passageira chegou ao seu destino às 18h. “Agora entramos pela porta da frente, e o motorista é quem cobra a passagem – impossível porque não tem mais cobrador – impossível não haver atrsos. Sem contar que tinha uma senhora com muletas, com dificuldade para andar, e o motorista arrancou antes da senhora descer aí todo mundo gritou e ele parou. Sinal de que o profissional deve estar sobrecarregado”.

Em resposta as reclamações da população, os representantes da empresa São José em Tramandaí, afirmam que esse é um período de adaptação ao novo sistema que está sendo implantado. A partir do dia 15 de dezembro, todos os ônibus serão equipados com dispositivos para que os passageiros não precisem mais pagar a passagem em dinheiro e sim, utilizando o ‘Cartão Teu’.

“Acreditamos que somente cerca de 20% da população de Tramandaí continuará pagando a passagem em dinheiro, pois o cartão trás inúmeras vantagens, com isso, o motorista não ficará sobrecarregado”

De acordo com dados da Empresa, hoje, cerca de 60% da população de Tramandaí não paga passagem em dinheiro e sim em tíquete, são serão substituídos pelo cartão, que será magnético e inserido em máquinas leitoras instaladas nos ônibus. Para que mais pessoas tenham acesso à tecnologia, após ter pegado o ônibus o passageiro ainda terá 45 minutos para entrar em outro coletivo sem pagar tarifa. “Acreditamos que somente cerca de 20% da população de Tramandaí continuará pagando a passagem em dinheiro, pois o cartão trás inúmeras vantagens, com isso, o motorista não ficará sobrecarregado”, afirma o representante da empresa São José, Humberto Rocha.

Rocha diz ainda que a empresa disponibiliza um psicólogo que está sempre à disposição dos motoristas, para que eles possam lidar com situações de estresse, e que um profissional está acompanhando-os até que estejam adaptados, e acrescenta que devido à nova função os profissionais estão recebendo 20% a mais no salário, sendo esta uma ação legal. Ele salienta que não houve qualquer demissão na empresa e que os cobradores foram realocados para outras funções. “Nós não estamos inventando nada, apenas trouxemos para Tramandaí um sistema que é utilizado na Grande Porto Alegre e com sucesso”. Rocha afirma ainda, que com o novo sistema os ônibus contarão com quatro câmeras de monitoramento, para evitar assaltos que são frequentes nos coletivos. Outra vantagem citada pelo representante da São José é que com a implementação do ‘Cartão Teu’, os estudantes com cadastro regularizado não pagarão passagem intermunicipal.

“Se agora já está este caos imagina no verão, pois, a maioria das pessoas que vem para cidade é de Porto Alegre e elas não tem o cartão Teu, vão pagar em dinheiro”

Contudo, a resposta da empresa não convenceu parte da população, pois os manifestantes que compareceram ao manifesto acreditam que o novo sistema implantado não irá funcionar bem em Tramandaí, mesmo com parte da população utilizando o ‘Cartão Teu’. A representante Estadual do MNLM – Movimento Nacional de Luta pela Moradia e Conselheira do Concidades, Rosemari Fiuza, que também participou da manifestação acredita que o novo sistema, além de tornar as viagens de ônibus pela cidade ainda mais demoradas e cansativas, também compromete a segurança no trânsito. “Falta fiscalização do Município quanto ao trabalho realizado pela empresa São José, os horários dos ônibus não estão fixados nos terminais como diz a lei, e por quê? Por que não há horário certo para passar. Além disso, essa sobrecarga do motorista com duas funções, em uma cidade turística como Tramandaí não irá dar certo”, afirma Rosemari, que ainda completa, “se agora já está este caos imagina no verão, pois, a maioria das pessoas que vem para cidade é de Porto Alegre e elas não tem o Cartão Teu, vão pagar em dinheiro. Isso tira a atenção do motorista, pode causar inclusive acidentes de trânsito”.

O presidente da Associação do Bairro Indianópolis, Luis Carlos Ertzogue lembra que o ato também foi organizado em função das promessas feitas pela Administração Municipal de Tramandaí, em época de campanha eleitoral e que não estão sendo cumpridas tais como: médico e remédio em casa, internet gratuita, sinaleira na esquina da Av. Hildebrando Pinheiro Veloso, com a Av. Fernandes Bastos, entre outras. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br