Sexta, 13 Março 2015 20:07

Buracos e matagal atrapalham rotina de moradores na rua Getúlio Vargas

Carros têm suspensão e pneus e estragados, constantemente devido aos buracos do local 

A rua Getúlio Vargas esquina com a rua Não me Toque em Imbé, apresenta diversos buracos que há pelo menos cinco anos atrapalham a rotina dos moradores. Um terreno baldio coberto de mato torna a vida da comunidade ainda mais difícil, pois o local é um foco de carrapatos e outros bichos transmissores de doenças.
A moradora Roberta Rosa mudou-se para Imbé em novembro de 2014, e está impressionada com os problemas de sua rua, segundo ela, a Administração Municipal realiza serviços somente no início da Getulio Vargas, próximo ao Centro da cidade, deixando o restante da via sem receber nenhuma atenção. “A Prefeitura só faz capina até a Getúlio Vargas próximo a Caxias, nós somos esquecidos. Só não esquecem de mandar o carnê com o IPTU”, reclama.
Roberta afirma que já furou o pneu do automóvel nos buracos da rua que é totalmente desnivelada e cobra soluções do poder público. “Eu fui até a Secretaria de Obras em novembro, disseram que viriam até no final da temporada, e até agora nada”.
Outra preocupação da moradora é em relação ao terreno baldio que se encontra ao lado de sua casa, pois o local é um foco de carrapatos que invadem sua residência diariamente. Ela também teme pela segurança, pois o terreno pode servir de refúgio para usuários de drogas. “É difícil conviver com esse matagal do lado de casa. Na Prefeitura dizem que o que podem fazer é notificar o dono do terreno e ele tem prazo de dois meses para limpar, mas já se passaram mais de dois meses e até agora não foi limpo”.
O morador Ricardo Birkhewer também está incomodado com os buracos na rua, de acordo com ele, a pelo menos cinco anos, as ‘crateras’ existem e nada é feito para solucionar o problema. “Sai prefeito entra prefeito e o problema continua”, afirma.
Birkhewer já furou o pneu e precisou fazer diversos consertos no carro em função dos buracos, ele conta que essa semana mesmo uma viatura passou pelo local e precisou parar para verificar o estrago. “Os carros passam aqui, batem com o protetor de cárter já vi muitos veículos estragarem. Até uma viatura passou aqui e acho que ficou danificada, porque os policiais param em seguida e olharam todo carro. Eu só escuto os estouros de dentro de casa”.
Outro problema apontado pela comunidade são os alagamentos, pois toda vez que chove fica difícil sair de casa devido a quantidade de água acumulada na via pública.
O secretário de Obras, Dilson Barbosa, afirma que está ciente da situação, no entanto, “assim como a rua Getúlio Vargas há centenas no Município em situação semelhante ou pior, por isso, não há prazo para resolver o problema”.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br