Sexta, 15 Maio 2015 12:07

Segue a Campanha de Vacinação contra a gripe

 

 

Mais de 6 mil pessoas já foram vacinadas em Tramandaí, sendo que a meta do Município é imunizar 15.246 moradores

 

Um dia dedicado à mobilização de gestores, de profissionais da saúde e da população contra a gripe. Essa é a ideia do ‘Dia D’ realizado neste sábado (9) em todo o Brasil para promover a vacinação contra a doença. A ação faz parte da Campanha Nacional de Vacinação que tem o objetivo de vacinar 80% do público-alvo, formado por 49,7 milhões de pessoas. Foram mais de 65 mil postos de vacinação abertos durante o sábado, que contaram com cerca de 240 mil profissionais e 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais. A campanha acontece até o dia 22 de maio.

Apesar de Sábado ter sido o Dia ‘D’, a Campanha de Vacinação contra a gripe já havia iniciado dia 27 de abril e se estenderá no dia 22 de maio.

Em Tramandaí, as vacinas podem ser tomadas no Centro junto ao Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora dos Navegantes; Posto SAE;  Barra; Tiroleza; São Francisco I e II; Parque dos Presidentes; Indianópolis; Cruzeiro e Zona Sul. Excepcionalmente no último sábado, todos os Postos foram aberto. A partir dessa segunda-feira (11), as pessoas voltam a poder se vacinar de segunda a sexta-feira das 8h às 11h30 em todos os locais de vacinação. De acordo com a técnica em enfermagem, Cristiane Lunkes, do Departamento de Vigilância Epidemiológica Municipal, em Tramandaí, cerca de 6.100 pessoas já foram vacinadas, correspondendo a 56% da meta do Município que é imunizar 15.246 pessoas até o final da Campanha.

O Ministério da Saúde adquiriu, para a realização da campanha, mais de 54 milhões de doses da vacina aos estados para garantir a meta de vacinar, pelo menos, 39,7 milhões de pessoas do grupo prioritário. São elas: crianças de seis meses a cinco anos incompletos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; povos indígenas; gestantes; puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; e funcionários do sistema prisional.

Também estão sendo vacinados portadores de doenças crônicas não-transmissíveis ou pessoas com outras condições clínicas especiais.

A vacina disponibilizada na rede pública protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A vacina  é segura e também é considerada uma das medidas mais eficazes na prevenção de complicações e casos graves de gripe.

Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe, é fundamental realizar a vacinação no período da campanha para garantir a proteção antes do início do inverno. O período de maior circulação da gripe vai do final de maio até agosto.

Para receber a dose, é importante levar o cartão de vacinação e o documento de identificação. As pessoas com doenças crônicas, ou com outras condições clínicas especiais, também precisam apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.  Pacientes cadastrados em programas de controle no SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a dose, sem necessidade de prescrição médica.

Medidas de Prevenção – A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também acontece por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). O Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples, tais como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

Em caso de síndrome gripal, a recomendação é procurar um serviço de saúde o mais rápido possível. A vacina contra a gripe não é capaz de eliminar a doença ou impedir a circulação do vírus. Por isso, as medidas de prevenção são tão importantes, particularmente entre os meses de junho e agosto.

Também é importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe - especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações - devem procurar, imediatamente, o serviço médico. Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br