Sexta, 10 Julho 2015 13:48

SEMMAP esclarece sobre resíduos encontrados na praia

 

Quem passar pela beira mar de Imbé observará uma grande quantidade de plantas espalhadas na orla. Trata-se de um fenômeno natural que ocorre sempre quando há um grande volume de chuva associado a um mar forte, de ressaca, como ocorrido nos últimos dias.

Conforme o chefe do setor de Fiscalização Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Pesca, Renê Duque Wollmannm, a energia do mar retém um volume maior de água doce no interior das lagoas, proporcionando a cheia das mesmas. “Quando o mar acalma, aquele volume de água retido nas lagoas escoa para o oceano levando consigo vegetações, geralmente flutuantes, que morrem devido ao alto teor de salinidade do ambiente marinho”, explica Renê. A maioria destas plantas são aguapés e juncos.

Ele salienta que a permanência desta vegetação na praia não traz nenhum dano ao ambiente. “Entrará em um processo natural de decomposição, necessário à natureza, além de contribuir com a fixação da areia da praia”, ressalta, lembrando que as pessoas devem ficar atentas

quando estas "ilhas" de plantas estiverem descendo o rio, pois poderão trazer consigo uma fauna associada, como aranhas e até cobras.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br