Sexta, 10 Julho 2015 14:07

Comunidade espera há mais de dez anos por reparos na rua Assis Brasil

Boca de Lobo do local está com os canos quebrados há pelo menos 12 anos, e até agora nenhuma medida foi tomada para resolver o problema

 

Os moradores da rua Assis Brasil, localizada atrás da escola Dom Pedro II, bairro São Francisco II, convivem há pelo menos 12 anos com alagamentos constantes que acontecem sempre que chove, e nos dias de sol, o local segue com acúmulo de água e mau cheiro. A comunidade relata que a fonte dos problemas é uma boca de lobo que está com os canos quebrados a mais de uma década.

Faça chuva ou faça sol, a rua Assis Brasil sempre possui água acumulada no meio fio que se estende até o meio da rua. Quando a chuva é intensa, é praticamente impossível sair de casa, como conta a moradora, Luciane Santos, que reside há 3 anos em uma casa localizada quase em frente a boca de lobo entupida. “Não tem como sair de casa quando chove, meu filho de 9 anos perde aula. A gente não consegue nem ir em um mercado”, diz a moradora.

“É impossível para gente fazer qualquer refeição com a casa aberta, porque o cheiro é realmente insuportável”

Gustavo Santos, 18 anos, no verão, estava trabalhando como balconista em uma farmácia, para ele conseguir chegar no trabalho, precisava sair de casa de chinelos, e levantar a calça até o meio da canela, levando os sapatos nas mãos devido a quantidade de água. “Esse era o único jeito de sair de casa. Eu tinha que passar por essa água suja, podendo, inclusive, pegar alguma doença”.

O morador Elonel Borges, mora há 12 anos na rua Assis Brasil e para ele, os problemas foram ainda piores. Borges trabalhava de Carteira Assinada em uma presa especializada na construção civil, ele tinha uma moto que usava para ir trabalhar. Há cerca de 3 anos, o morador caiu de moto bem em frente a boca de lobo, devido ao acúmulo de água no local. Ele quebrou a perna, ficou três meses sem poder ir trabalhar. Depois desse episódio, começou a ficar com medo de sair para rua em dias de chuva e acabou perdendo o emprego. Até o hoje, Borges vive de ‘bicos’, pois não conseguiu mais se colocar no mercado de trabalho. “Fui até a Prefeitura, eles disseram que não tinham culpa de nada. Além de não me ajudarem, ainda não consertaram os canos. Eu sigo sem emprego e a rua continua alagada”.

Albino Matos, 75 anos, mora há cerca de 30 no local, desde que a escola Dom Pedro I estava sendo construída, o morador diz que há mais de dez anos a rua alaga sempre que chove. “Desde que calçaram a rua que isso aqui alaga sempre”, diz.

Luciane Santos lembra ainda que nos dias de sol, os moradores precisam ficar com as portas e janelas fechadas devido ao mau cheiro. “É impossível para gente fazer qualquer refeição com a casa aberta, porque o cheiro é realmente insuportável”.

Segundo a moradora, acabar com os alagamentos na rua Assis Brasil foi uma promessa de campanha do Prefeito Edegar Rapaki, e após as eleições diversas reclamações já foram feitas na Secretaria de Obras e Limpeza Urbana, no entanto, até hoje, nenhuma medida efetiva foi tomada.

“Em breve teremos essa situação resolvida”

De acordo com o secretário de Obras e Limpeza Urbana, Antônio Rodrigues, a Corsan está realizando obras no local, há cerca de dois meses, antes da finalização que deve ocorrer nas próximas semanas, a boca de lobo será desentupida e consertada. Assim que esses serviços estiverem concluídos. A Secretaria de Obras e Limpeza Urbana irá fazer reposição do calçamento e levantar a rua, para que os problemas de alagamentos sejam solucionados definitivamente. “Em breve teremos essa situação resolvida”, afirma o secretário. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br