Sexta, 14 Agosto 2015 13:45

Transpetro e UFRGS lançam o projeto ‘Botos da Barra’

 

 

Convênio vai fortalecer a pesca cooperativa no sul do Brasil e contribuir para o monitoramento da população de golfinhos

 

A Transpetro e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) assinaram, nesta última sexta-feira (7), um convênio para a implantação do projeto ‘Botos da Barra’, que visa fortalecer a pesca cooperativa entre pescadores e botos no litoral norte do Rio Grande do Sul.

Em parceria com o Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar) da Universidade, serão realizadas campanhas de educação ambiental para conscientizar moradores e turistas sobre a riqueza e a diversidade local. O litoral norte do Rio Grande do Sul possui oitenta por cento da diversidade de espécies de cetáceos identificados na costa brasileira.

A pesca cooperativa acontece no rio Tramandaí, na barra que une a praia ao município de Imbé, e está em risco de extinção devido à ocupação desordenada do local. Na beira do rio, na divisa entre os municípios de Tramandaí e Imbé, os pescadores contam com a ajuda dos botos para a pesca artesanal da tainha. A aparição dos mamíferos marinhos é sinal de que os cardumes estão nadando contra a corrente. De acordo com sinais emitidos pelos botos quando nadam atrás dos peixes, as redes são jogadas pelos pescadores. A ação é cooperativa pois os moradores garantem a pesca e, ao mesmo tempo, os botos conseguem se alimentar dos peixes que escaparam das redes.

Durante a assinatura do convênio, o biólogo coordenador do projeto, Ignácio Moreno, ressaltou que o projeto representa um marco histórico para a região:

“É a primeira vez que se concretiza algo sistematizado e institucional para gerar conhecimento e promover ações efetivas de preservação dos botos e de valorização das famílias que há três gerações vivem da pesca interativa com esta espécie de golfinhos”, afirmou Moreno.

Com o Botos da Barra também será feito, em parceria com a Associação de Pescadores de Tramandaí, o credenciamento dos pescadores artesanais que praticam a pesca cooperativa, assim como o monitoramento de sua produtividade pesqueira.  

Outra ação do projeto é monitorar a população de golfinhos da barra do Rio Tramandaí com a técnica de fotoidentificação, que possibilita a avaliação dos padrões de movimento, tamanho e dinâmica populacional destes mamíferos.

O Gerente de Responsabilidade Social da Transpetro, Romilson de Castro Madeira, destacou a importância das ações a serem desenvolvidas por meio do convênio, que visam assegurar a continuidade da pesca cooperativa e o sustento de dezenas de famílias:

“O projeto Botos da Barra retoma o compromisso social e de responsabilidade ambiental da empresa com o desenvolvimento local”. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br