Sexta, 08 Abril 2016 15:55

Biblioteca Pública de Imbé aguarda por novos associados

 

 

Entre as novidades do local estão os livros em DVD, exclusivos para as pessoas que apresentam necessidades especiais envolvendo a visão

 

No sábado (9) é comemorado o Dia Nacional da Biblioteca que foi instituído em 1980 através do decreto 84.631 com o intuito de valorizar o acesso a leitura. Em Imbé a Biblioteca Pública recebeu uma atenção especial em 2015, quando a estrutura passou a funcionar na Av. Paraguassú, 2325, no prédio Anexo 2 da Prefeitura, em local mais amplo, iluminado e agradável.

“Antes a biblioteca era cheia, as crianças e adolescentes faziam pesquisas nas enciclopédias, atualmente na internet se encontra tudo, então perdemos um pouco desse público”

A Biblioteca Pública de Imbé tem cerca de 18 mil livros, e 5040 pessoas já se associaram a ela, no entanto, com a maior popularização da internet no início dos anos 2000, o local tem perdido a companhia do público jovem que costumava, utilizar o espaço para fazer pesquisas, trabalhos escolares e iniciar leituras. “Antes a biblioteca era cheia, as crianças e adolescentes faziam pesquisas nas enciclopédias, atualmente na internet se encontra tudo, então perdemos um pouco desse público”, diz a atendente Elizabete Araújo da Rosa.

Para tentar fazer com que as cadeiras vazias se tornem ‘cheias de vida’ novamente, alguns projetos foram colocados em prática, tais como, deixar livros abandonados em bancos de praças, paradas de ônibus e outros locais públicos com um bilhete pedindo que a pessoa leia e depois deixe no mesmo local, repasse para alguém ou devolva na biblioteca, no entanto, poucos livros foram entregues ou deixados novamente nos lugares indicados. “O livro sempre era levado rapidamente, mas muitos poucos retornaram”, lamenta a também atendente da biblioteca, Andrea D’Ávila de Matias.

Outra ideia que a equipe está projetando é colocar livros nos mercados para que as pessoas tenham acesso gratuito a leitura em um local onde o mais importante é o consumo. “Imaginem, nos mercados eles vendem livros, e ali eles seriam oferecidos de graça, acho que pode dar certo, mas precisamos da colaboração dos comerciantes e da comunidade em geral para que devolva a obra após realizar a leitura”, explica Elizabete.

Hoje, o principal público da biblioteca são os idosos, e mães com filhos pequenos que costumam ainda ler para as crianças. Entre os livros mais procurados estão os infantis, a literatura espírita, ‘O silêncio das Montanhas’ de Nicholas Sporks que escreveu (Meu querido Jhow), as obras de Sidnei Sheldon entre outros. Já o público adolescente prefere os livros de Stephenie Meyer, autora da Saga Crepúsculo, as obras de Harlan Coben, Oliver Bowden e a literatura obrigatória para o vestibular.

Todos os livros da Biblioteca foram adquiridos através de doações que ainda são aceitas para obras de literatura, no entanto, a equipe não necessita mais de livros didáticos.

Entre as novidades do local estão os livros em DVD, exclusivos para as pessoas que apresentam necessidades especiais envolvendo a visão, cada DVD possui cerca de 8h de duração, nele uma pessoa narra a história inteira do livro.

“As pessoas podem pegar até dois livros de uma vez e o prazo de entrega é de 15 dias”

As atendentes aproveitam a oportunidade para convidar a comunidade a se associar a Biblioteca Pública sendo necessário somente comprovante de residência e um documento com foto. “As pessoas podem pegar até dois livros de uma vez e o prazo de entrega é de 15 dias”, explica Elizabete. A equipe ainda faz u apelo pedindo que os associados devolvam as obras que retirarem para que outro leitor também possa se beneficiar com a história.

A Biblioteca Pública funciona das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Banneronplay
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br