Sexta, 20 Maio 2016 17:45

Sujeira nas ruas e falta de capina indignam moradores da rua das Violetas

 

Recolhimento de lixo não tem passado regularmente

 

A rua das Violetas esquina com a rua Begônia, localizada no Jardim Atlântico, na Zona Sul de Tramandaí está com das ruas alta e além disso o serviço de recolhimento de lixo tem passado em média uma vez por semana no local, quando na verdade deveria passar três vezes.

“Eu gosto muito de morar aqui, mas as ruas estão ‘um lixo’ a prefeitura não faz a capina a mais de um ano. Além disso, o caminhão que recolhe o lixo doméstico não tem mais passado regularmente só uma vez por semana e não tem dia certo”

Um local seguro, calmo, próximo ao mar e a estabelecimentos comerciais, assim os moradores da rua das Violetas descreveram o local onde moram, no entanto, em contrapartida as qualidades da rua, existe a sujeira que está perturbando a vida da comunidade. Como conta a moradora, Maria Terezinha Machado, que reside há 22 anos no Jardim Atlântico. “Eu gosto muito de morar aqui, mas as ruas estão ‘um lixo’ a prefeitura não faz a capina a mais de um ano. Além disso, o caminhão que recolhe o lixo doméstico não tem mais passado regularmente só uma vez por semana e não tem dia certo”, reclama.

A moradora ressalta ainda que ela e os vizinhos capinam a frente das casas e procuram manter tudo limpo, no entanto, há algumas residências em que não há moradores e nesses locais a grama cresce sem parar. “Nós fazemos a nossa parte, mas a Prefeitura precisa fazer a dela. O mato e o lixo estão tomando conta de nossas ruas”, diz.

A filha de Maria Terezinha, Vera Regina Machado, já reclamou diversas vezes para a administração municipal e até agora nada foi feito para resolver o problema. “Eles só dizem que vão resolver, que estão terminando um serviço, mas isso já é desde o ano passado e nada é feito”, diz.

“Essa sempre foi uma rua boa de morar, a prefeitura costumava limpar as ruas e o caminhão de lixo passava certinho, mas desde o ano passado deixaram de fazer a capina, e agora o recolhimento do lixo doméstico é feito no máximo uma vez por semana”

A moradora Josefa Dadda (mais conhecida como Jo), mora há 16 anos na rua das Violetas e diz que nunca viu o local tão abandonado. “Essa sempre foi uma rua boa de morar, a prefeitura costumava limpar as ruas e o caminhão de lixo passava certinho, mas desde o ano passado deixaram de fazer a capina, e agora o recolhimento do lixo doméstico é feito no máximo uma vez por semana”, relata.

O resultado da falta de recolhimento de lixo doméstico são sacos rasgados por animai de rua em busca de comida. A comunidade também tenta solucionar esse problema alimentando os cães que não possuem lar e deixando sempre um pote de água a disposição dos cachorros, mesmo assim, quando o caminhão de lixo fica muitos dias sem aparecer, a rua acaba sendo tomada pela sujeira.

De acordo com o secretário de Obras e Limpeza Urbana, Antônio Rodrigues, responsável por fazer a fiscalização no recolhimento de lixo, o serviço deveria passar três vezes por semana no bairro. O secretário se comprometeu a ligar para a empresa contratada e verificar o que está acontecendo.

Quanto a falta de capina, essa é uma responsabilidade da Secretaria da Zona Sul, que no momento está sem secretário. Em contato com o secretário de Obras e Limpeza Urbana, Antônio Rodrigues, fomos informados que o prefeito está respondendo pela pasta temporariamente, e este está em Porto Alegre. Dessa forma, a questão será resclarecida na próxima edição do Jornal Dimensão.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner Lateral Claro

Banner Agafarma
Bannerbaixo2
ENDEREÇO: TELEFONES: E-MAILS: Desenvolvido por
Rua Siqueira Campos, 432
Tramandaí - RS
51. 3684.3033
51. 3661.3505
 redacao@jornaldimensao.com.br