loader
Campanha do Agasalho 2022 resgata o sentimento do ato de doar

Campanha do Agasalho 2022 resgata o sentimento do ato de doar

Lançamento no Palácio Piratini faz um chamado para doação de roupas, calçados, cobertores e alimentos não perecíveis.

Foi lançada oficialmente, nesta quinta-feira (26/5), em evento no Palácio Piratini, a Campanha do Agasalho de 2022. Com o slogan “Doe, doe de coração”, a iniciativa faz um chamado aos gaúchos para a doação de roupas, calçados, cobertores e alimentos não perecíveis que serão distribuídos para pessoas em situação de vulnerabilidade.

O governador Ranolfo Vieira Júnior anunciou o início da ação, acompanhado da primeira-dama Sônia Vieira, do coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Júlio César Rocha Lopes, da secretária de Comunicação, Tânia Moreira, e da secretária da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social, Marcia de la Torre.

O governador e a primeira-dama deram a largada na campanha doando as primeiras peças. Ranolfo lembrou que o frio já chegou ao Estado antes mesmo do inverno, e que as doações são essenciais para os que mais sofrem com as baixas temperaturas. “Embora o frio chegue para todos, ele é seletivo em relação ao sofrimento que causa, pois atinge com muito mais força os que estão em situação de vulnerabilidade. São essas pessoas que a iniciativa vai ajudar. Lembrando que a doação não é descarte, e deve haver consciência para doar aquilo que pode ser utilizado”, disse o governador.

O Gabinete da Primeira-Dama, instalado oficialmente na última quarta-feira (25/5), é responsável pela organização da Campanha do Agasalho ao lado da Defesa Civil, da Secretaria de Comunicação, e da Secretaria da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social.

A primeira-dama Sônia Vieira, que já se envolve com ações de voluntariado no seu dia a dia, destacou que a doação é um ato de empatia e solidariedade. “Quem doa de coração, doa também uma energia boa, de acolhimento do corpo e da alma. Por isso, fazemos esse apelo ao povo gaúcho, que é sempre solícito e atende ao chamado da solidariedade”, disse.

A secretária de Comunicação, Tânia Moreira, que lidera o trabalho de criação e divulgação da iniciativa, disse que o slogan deste ano aborda o sentimento envolvido na doação. “Precisamos falar de amor e solidariedade neste momento de tantos conflitos. A campanha deste ano destaca exatamente isso, a atitude da doação com o coração, com envolvimento”, explicou.

Tricoteiras da Casa do Artesão 

Uma doação especial também marcou o lançamento. Foram entregues peças tricotadas por um grupo de voluntárias da Casa do Artesão, vinculada à Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), As roupas confeccionadas pelas tricoteiras, como é chamado o grupo, atendem a uma das maiores demandas da campanha, que são as peças infantis, como explicou o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Júlio César Rocha Lopes. “Sempre recebemos poucas doações de roupas de crianças, pois elas costumam ser repassadas dentro das famílias, entre os irmãos e primos. Por isso, sempre ressaltamos que as doações de roupas infantis de zero a cinco anos são muito necessárias”, disse.

A Defesa Civil é responsável pela logística de triagem e distribuição das doações para as entidades conveniadas. A Central de Doações da Defesa Civil, no bairro Praia de Belas, em Porto Alegre, recebe doações o ano todo e é onde ocorre o processo de separação das roupas.

Além da central e dos postos de coleta, um drive-thru itinerante da Defesa Civil vai receber doações pelo interior do Estado. O sistema de recebimento de doações sem a necessidade de sair do carro foi inaugurado em 2020, em função da pandemia, e permaneceu como uma alternativa rápida e prática para quem quer doar. O roteiro do drive-thru pelo interior será divulgado nos próximos dias.

A secretária da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social, Marcia de la Torre, disse que a pandemia fez crescer o número de pessoas em situação de extrema pobreza, a maioria delas mulheres chefes de família. Márcia disse que, além das políticas públicas realizadas pelo Estado, a Campanha do Agasalho é uma grande aliada no apoio aos mais vulneráveis durante o inverno. “A campanha mexe com nossos sentimentos e desperta o melhor de nós, o sentimento de doação”, observou.

No ano passado, a campanha arrecadou quase 900 mil peças de roupas, calçados e itens de cama, mesa e banho; 11.834 colchões e cobertores; e 113.878 unidades de alimentos não perecíveis e itens de higiene e limpeza. Neste ano, a expectativa é de superar os números de 2021. “Todas as doações recebidas são separadas e distribuídas o mais rápido possível, pois quem tem frio, tem pressa”, afirmou o coronel Rocha, que disse ainda que qualquer quantidade de alimentos ou peças de roupa pode ser doada. O coordenador da Defesa Civil também fez um alerta para o estado das doações, lembrando que as roupas devem estar limpas e em bom estado, e os alimentos dentro do prazo de validade.

Os parceiros do governo do Estado na Campanha do Agasalho 2022 são Grupo Zaffari, Fecomércio RS, Sindifisco RS, Farmácias São João e Instituto Lins Ferrão.

Onde Doar

• Pontos de coleta nos supermercados Zaffari e Bourbon;
• Unidades do Sesc;
• Todos os quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros;
• Central de Doações da Defesa Civil do RS: permanece aberta durante todo ano, de segunda a sexta, das 9h às 15h, no Centro Administrativo do Estado, na av. Borges de Medeiros, 1.501 - bairro Praia de Belas, Porto Alegre;
• Drive-thru na Central de Doações, na capital, permitindo a entrega dos itens sem a necessidade de sair do carro (ainda sem horário definido). Além do ponto fixo, um drive-thru itinerante vai recolher mantimentos em diferentes cidades e locais ao longo da campanha;
• Coordenadorias regionais da Defesa Civil em Porto Alegre, Santa Maria, Pelotas, Santo Ângelo, Uruguaiana, Frederico Westphalen, Lajeado, Caxias do Sul e Passo Fundo;
• Em prefeituras.

O que doar

• Alimentos não perecíveis em qualquer quantidade;
• Cestas básicas;
• Roupas (em bom estado de conservação);
• Calçados (par);
• Cobertores;
• Itens de limpeza e de higiene pessoal.